«« Voltar
Aplicações de ferramentas de modelagem molecular no ensino-aprendizagem de ciências
Protocolo do SIGProj:   270046.1484.152781.12052017
De:30/06/2017  à  30/06/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Paula Alvarez Abreu
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  Macaé - Campus UFRJ-Macaé Professor Aloísio Teixeira
Unidade de Origem
  Polo Barreto - Polo Barreto
Resumo da Ação de Extensão
  A modelagem molecular pode ser aplicada no ensino por possibilitar a construção de modelos para representar a realidade. Na área da química e biologia permite a visualização de estruturas moleculares tridimensionais e a sua manipulação. O objetivo deste projeto é demonstrar como as aulas práticas usando estratégias de modelagem molecular podem auxiliar no ensino-aprendizagem de ciências da natureza, e contribuir para visualização de estruturas de forma dinâmica e interativa. A metodologia envolve a construção de tutoriais e elaboração das estratégias a serem realizadas com alunos de ensino médio e graduação e professores. Serão usados tutoriais e programas simples e gratuitos para visualização de estruturas e cálculos de propriedades. Alguns dos temas abordados serão: geometria molecular, polaridade, solubilidade, interações moleculares e estruturas de moléculas presentes no organismo humano e em alimentos como proteínas, carboidratos, lipídios e DNA, em consonância com conteúdos de livros do ensino médio e serão aplicados questionários para avaliação da eficácia da estratégia e opinião dos participantes. As atividades serão realizadas de forma participativa incentivando o questionamento e troca de saberes e espera-se facilitar a compreensão de conteúdos que parecem teóricos e abstratos para os alunos, e formar multiplicadores para contribuir no processo de ensino de ciências.
Palavras-chave
   Ensino, aprendizagem, ciências, modelagem molecular
Público-Alvo
  O Público alvo são alunos do ensino médio de escolas públicas estaduais do município de Macaé, discentes de graduação de universidades públicas (principalmente de cursos de licenciatura) e professores de disciplinas de ciências (química ou biologia). Conforme facilidade da realização do projeto o número estipulado poderá ser incrementado e a abrangência também.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   A divulgação das atividades do projeto de extensão serão feitas por email, contato com professores das escolas a partir de busca ativa e cartazes na Universidade. As redes sociais como Facebook poderão ser usadas também para divulgar as atividades a serem marcadas.
«« Voltar