«« Voltar
Mentes em Ação: Saúde mental e cinema
Protocolo do SIGProj:   269348.1484.282617.15052017
De:09/07/2017  à  30/06/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Joelson Tavares Rodrigues
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  Macaé - Campus UFRJ-Macaé Professor Aloísio Teixeira
Unidade de Origem
  univ - Polo Universitário
Resumo da Ação de Extensão
  Todos nós de alguma forma reconhecemos o papel que a mídia em geral e mais particularmente o cinema passou a ter nas construções das subjetividades no contemporâneo. A expressão cinematográfica muito mais do que somente ser um recurso para o lazer e o divertimento, ajuda a moldar o nosso modo de ver o mundo, as nossas formas de sentir e viver a realidade. O cinema expressa e revela muito da sociedade em que está inserido, mas ao mesmo tempo em que o faz ele também produz e constrói; o seu papel não é unicamente passivo, como se fosse um espelho social, ele tem também um papel essencialmente produtor. Sobretudo em nosso tempo, marcado por uma globalização econômica, mas também cultural, em que valores, padrões estéticos e de desejos das sociedades mais ricas chegam a todos os cantos do mundo, esse efeito produtor fica ainda mais evidente. Dentro desse contexto, experiências vividas como formas de mal estar psíquico no contemporâneo também se fazem visíveis nas telas do cinema e existe nesse espaço, inclusive, a possibilidade de tornarmos patologias e modos de sofrimentos mais claros e conhecidos, ajudando a combater preconceitos e auxiliando os indivíduos a buscarem ajuda. Ao mesmo tempo, uma série de valores e sentidos, como a noção de pressa, o culto a beleza e ao corpo perfeito, a valorização da juventude, as questões de gênero e a temática da mulher, entre tantas outras, são continuamente reificados ou desconstruídos nas telas do cinema.
Palavras-chave
   Contemporâneo, Cinema, Sofrimento Psíquico, Modos de Subjetivação.
Público-Alvo
  Estabelecemos parceria com a secretaria municipal de educação e com o Centro de Formação de professores Carolina Garcia, órgão vinculado a secretaria, serão reservadas 30 vagas em cada encontro para os professores da rede municipal de educação. Espera-se, ainda, a presença de 20 professores da rede estadual de ensino em cada encontro. O restante das vagas serão distribuídas entre o centro de formação continuada, da secretaria municipal de saúde e a comunidade em geral interessada no tema.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   UFRJ Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira Sala 103 Bloco C - Cidade Universitária - telefone: (22) 21414007 Av. Aluizio da Silva Gomes, 50 - Novo Cavaleiros, Macaé - RJ, 27930-560
«« Voltar