«« Voltar
Curso de extensão à distância em estudos judaicos
Protocolo do SIGProj:   269132.1484.192204.15052017
De:07/08/2017  à  20/12/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Monica Grin Monteiro de Barros
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CFCH - Centro de Filosofia e Ciências Humanas
Unidade de Origem
  IH - Instituto de História
Resumo da Ação de Extensão
  Trata-se de um curso vinculado ao Programa de Formação Continuada de Servidores Públicos e ao Programa de Formação Profissional (edital 3.3.2.3) que pretende estimular educadores da rede pública e privada que lidam com temas da história judaica a repensar seus desempenhos, desafiados por novas perspectivas historiográficas e por novos campos temáticos em história judaica. Sem abandonar por completo os tradicionais marcadores cronológicos, daremos ênfase à temas de natureza histórico-sociológica, filosófica e antropológica, e a métodos e conceitos presentes na historiografia judaica mais recente. Trata-se de um curso que pretende garantir habilidades teóricas e didáticas características do campo mais amplo dos estudos judaicos, respeitando o pluralismo de suas abordagens e métodos. É um curso que pretende desafiar estruturas tradicionais de ensino em história judaica promovendo maior sensibilidade e criatividade para o professor a fim de que ele desperte o interesse e a curiosidade dos alunos de escolas públicas e privadas.
Palavras-chave
   estudos judaicos, história judaica, historiografia judaica e curso à distância
Público-Alvo
  Professores da rede publica e privada que ensinem ou tenham interesse na área de estudos judaicos. Trata-se de um público de professores/educadores que tenham como objetivo incrementar sua formação em estudos judaicos, ou porque são professores já em escolas judaicas, ou porque ensinam história na rede pública e/ou privada e querem ter uma formação mias verticalizada em história judaica. Quando nos referimos a grupos comunitários, estamos considerando profissionais que, na ausência de instituições oficiais (escolas públicas e privadas), utilizam-se de centros de culturas, centros comunitários, movimentos juvenis, para promover cursos para as populações locais. Penso em regioes do Brasil nas quais a possibilidade de uma formacao mais especifica em estudos judaicos é quase algo exótico. A ideia é que possamos pouco a pouco socializar esses saberes para regiões mais distante dos centros do sudeste. Daí o formato de curso à distância. É dificil precisar as escolas ou grupos comunitários, pois as inscriçoes não foram abertas.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   monica.grin@gmail.com http://niej.wordpress.com
«« Voltar