«« Voltar
RASTREAMENTO EPIDEMIOLÓGICO E ANÁLISE DE MARCADORES MOLECULARES E CARACTERIZAÇÃO DO PERFIL IMUNOLÓGICO E DE ESTRESSE CELULAR DE PACIENTES COM CÂNCER DE MAMA, ÚTERO, PRÓSTATA, CABEÇA E PESCOÇO, PULMÃO E CÂNCERES RAROS
Protocolo do SIGProj:   268860.1430.201592.30112017
De:01/08/2018  à  01/07/2022
 
Coordenador-Extensionista
  Julie Massayo Maeda Oda
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPTL - Câmpus de Três Lagoas
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
  O câncer é um problema de saúde pública, especialmente entre os países em desenvolvimento, onde é esperado que, nas próximas décadas, o impacto do câncer na população corresponda a 80% dos mais de 20 milhões de casos novos estimados para 2025. O desenvolvimento do câncer é um processo multifatorial que envolve uma série de mutações nas células progenitoras, que permite a proliferação clonal, o crescimento descontrolado e, finalmente, a invasão. Muitos danos genéticos são provenientes do estresse celular causado por uma infinidade de influências externas ou internas. Avanços tecnológicos tem aumentado nosso entendimento das bases moleculares da progressão do tumor e da resposta ao tratamento, levando à identificação de numerosos biomarcadores tumorais, podendo ser de dois tipos: marcadores prognósticos e marcadores preditivos. A busca por uma terapêutica cada vez mais individualizada favorece o prognóstico do paciente, bem como sua sobrevida global. Além disso, evita a oneração dos gastos públicos com terapias que podem não ser bem sucedidas, dependendo do perfil molecular de cada paciente. Essa prática já é vista e ofertada em alguns tipos de câncer, e, a tendência são construir painéis moleculares cada vez mais complexos e completos de modo a contemplar e otimizar o eixo saúde-economia-bem estar. Baseado no exposto, o presente projeto objetiva analisar marcadores moleculares de genes oncogênicos, imunológicos, supressores tumorais, bioquímicos e de estresse oxidativo que possam estar envolvidos com a patogênese dos cânceres de mama, útero, próstata, cabeça e pescoço, pulmão e cânceres raros.
Palavras-chave
   Antígenos de neoplasias, fisiopatologia, saúde pública.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar