«« Voltar
Projeto Itamarati - Tratamento Restaurador Atraumático Associado à Promoção em Saúde
Protocolo do SIGProj:   268754.1432.211596.20042017
De:01/07/2017  à  31/12/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Rafael Aiello Bomfim
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAODO - Faculdade de Odontologia
Unidade de Origem
  CEX - Comissão Setorial de Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  O Projeto de Extensão Itamarati: Tratamento Restaurador Atraumático (ART)associado à Promoção em Saúde, visa integrar a UFMS/Faodo com a comunidade da região do assentamento Itamarati, o maior da América Latina, associando o ensino técnico-científico adquirido com a realidade social e econômica da região. Esse projeto visa atender pacientes que necessitam de tratamento odontológico, levando aos mesmos, promoção em saúde sempre tratando os pacientes como seres biopsicossociais, respeitando a autonomia. Por ser de caráter transdisciplinar, permite ao acadêmico uma profunda reflexão das práticas e políticas de saúde pública. A experiência com comunidades menos favorecidas do ponto de vista socioeconômico proporcionará ao acadêmico um amadurecimento como cidadão, além do aperfeiçoamento profissional, possibilitando assim a criação de novos cenários de prática. A comunidade será atendida por acadêmicos do curso de Odontologia sob supervisão de um professor. Os Atendimentos serão realizados de acordo com a necessidade da região, pois o ART permite uma mobilidade maior dos grupos de atendimento, o que possibilita acesso nas áreas mais remotas, e com poucos recursos
Palavras-chave
   Tratamento restaurador atraumático, cárie, promoção em saúde
Público-Alvo
  Todos os indivíduos da região do Assentamento Itamarati, município de Ponta Porã - MS, independente da faixa etária, tendo como sede a escola estadual do assentamento Itamarati.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   O primeiro contato em relação a divulgação doProjeto Itamarati será feito realizando uma visita técnica pelos docentes e discentes da Faodo/UFMS. Na primeira visita será realizada com o intuito de um maior contato com a população e divulgação das futuras ações
«« Voltar