«« Voltar
História dos bairros de Três Lagoas: Arapuá
Protocolo do SIGProj:   267604.1432.331.19042017
De:25/05/2017  à  10/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Vitor Wagner Neto de Oliveira
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPTL - Câmpus de Três Lagoas
Unidade de Origem
  CEX - Comissão Setorial de Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto de extensão pretende propiciar o diálogo entre a universidade (por meio do curso de Licenciatura em História) e os jovens camponeses e comunidade residente no distrito rural de Arapuá em Três Lagoas-MS (por meio da Escola Afonso Francisco Xavier Trannin). O projeto também se coloca como articulador das necessárias trocas entre os saberes acadêmicos e os tradicionais, possibilitando o enriquecimento para todos os interlocutores. Alunos e professores do Curso de História estarão em contato com a realidade da escola e da comunidade rural, compreendendo sua história, suas especificidades e seus desafios. A juventude camponesa de Arapuá, a comunidade escolar e moradores estarão estimulados a pensar sua história e memória, sua identidade e os processos históricos em uma perspectiva em que se perceberão como sujeitos da História. Esse diálogo e essas trocas se dão com base nos fundamentos e metodologia da História e da Educação do Campo. Tem-se por objetivo: promover a integração entre acadêmicos e comunidade para estudar a história dos bairros de Três Lagoas, especificamente aqui o distrito rural de Arapuá, como forma de contribuir para a consciência histórica dos moradores.
Palavras-chave
   História, Memória, Camponeses, Educação, Bairro rural.
Público-Alvo
  O público será composto, essencialmente, por alunos do ensino médio da Escola Estadual Afonso Trannin. A população do distrito de Arapuá, abordada para coleta de fontes escritas e orais, não é aqui contabilizada por não termos essa precisão e também por não ser o público diretamente envolvido no projeto (pois o contato com esse público será mediado pelos estudantes da Escola). Quanto ao público interno (UFMS), será reduzido no percurso do projeto pois serão aqueles estudantes e professores diretamente envolvidos na execução do projeto. Isso não elimina, todavia, a possibilidade de os resultados do trabalho alcançarem os alunos da graduação como um todo uma vez que será comunicado o resultado à comunidade acadêmica do Curso de História.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar