«« Voltar
Projeto Castração
Protocolo do SIGProj:   267481.1432.305.18042017
De:01/06/2017  à  31/12/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Eric Schmidt Rondon
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  CEX - Comissão Setorial de Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  O controle da população de cães e gatos, sobretudo em ambiente urbano, é uma questão primordial nas políticas de saúde pública. Cães e gatos vivendo livremente e sem acompanhamento médico-veterinário são reservatórios assintomáticos de diversas doenças, muitas das quais, zoonoses. Há duas formas de realizar o controle populacional: através do recolhimento e sacrifício dos animais errantes e/ou semi-domiciliados ou por meio da esterilização em massa. A primeira opção é mal vista pela sociedade, de difícil execução e pouco eficiente, pois o animal sacrificado é rapidamente substituído por outro, mantendo o ciclo de abandono das proles. A segunda, pelo contrário, é humanitária e evita que proles indesejadas venham a se tornar animais abandonados. O principal impedimento para o sucesso dos programas de esterilização em massa é o custo financeiro, para o tutor, do procedimento cirúrgico. Desta forma, a redução no preço da esterilização (castração) de cães e gatos executada por profissionais qualificados atende à esta demanda em saúde pública. Ademais, muitos animais atendidos têm, na ocasião da cirurgia, sua primeira avaliação de saúde permitindo a orientação de seus tutores por médicos veterinários. Os discentes da graduação e da pós-graduação se beneficiam com a experiência gerada pelos atendimentos nos períodos pré, trans e pós-operatórios. Ao considerarmos que uma parcela da população de cães e gatos escolhida de forma aleatória será atendida, compreendemos as perspectivas de levantamento de dados científicos e consequentes publicações. O projeto encerra então, a tríade: extensão, ensino e pesquisa.
Palavras-chave
   caninos, felinos, castração, esterelização, zoonoses
Público-Alvo
  Proprietários de cães e gatos com baixa renda do município de Campo Grande e municípios limítrofes. ONGs que trabalhem com bem-estar animal. Acadêmicos do curso de Medicina Veterinária. Residentes do Programa De Residência em Medicina Veterinária. Estagiários da clínica cirúrgica de pequenos animais.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar