«« Voltar
O estudo do solo nos anos iniciais do Ensino Fundamental: contribuições para a educação ambiental
Protocolo do SIGProj:   266724.1435.256967.01042017
De:01/08/2017  à  01/08/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Roberta Fernanda Ribeiro Aragão
Instituição
  UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  Mundo Novo - Unidade Universitária de Mundo Novo
Unidade de Origem
  Gestão Ambiental - Curso de Tecnologia em Gestão Ambiental
Resumo da Ação de Extensão
   O solo é o suporte da vida, estoca água e protege contra enchentes, sequestra carbono e abriga cerca de 25% da biodiversidade do planeta. A natureza leva cerca de 2000 anos para criar uma camada de apenas 10 centímetros de solo fértil, enquanto o mau uso resulta em danos permanentes. O uso inadequado desse recurso natural causa perdas da ordem de 5 a 7 milhões de hectares anualmente. Estimativas indicam que até metade dos solos férteis do planeta teria sido perdida nos últimos 150 anos. A importância do solo ainda é pouco reconhecida pelos governos e pela sociedade. Tal fato, no âmbito internacional, levou a Organização das Nações Unidas (ONU) a instituir 2015 como o Ano Internacional do Solo, para despertar maior conscientização sobre sua relevância. Se o solo for preservado assegurará a manutenção da vida na Terra. A preservação e o bom uso do solo também permitem que os rios sigam seu curso, garantindo a vida neles. Sabe-se que a maioria das vezes a degradação do solo ocorre pela falta de conhecimento da importância deste por parte da sociedade. Diante isso, este projeto tem como objetivo contribuir para o conhecimento do solo e de métodos para sua preservação por meio de oficinas didáticas acerca do tema com alunos dos anos iniciais do ensino fundamental da Escola Municipal Carlos Chagas, no município de Mundo Novo.
Palavras-chave
   Educação em solos, ensino de ciências, oficinas didáticas.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar