«« Voltar
Doutorrisos: a importância do estado psicológico e da humanização no atendimento infanto-juvenil
Protocolo do SIGProj:   266192.1435.254146.04042017
De:01/08/2017  à  01/08/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Luis Otavio Barbosa
Instituição
  UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  Campo Grande - Unidade Universitária de Campo Grande
Unidade de Origem
  Medicina - Coordenação do Curso de Medicina
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto busca, por meio de atividades lúdicas, como música, teatro, vídeos, desenhos, diversas oficinas e brincadeiras, transformar a hospitalização e outras condições impactantes relacionadas ao processo saúde-doença de um público infanto-juvenil em uma experiência menos traumática e mais divertida e variada, fugindo da rotina de procedimentos frequentemente invasivos e dando a devida importância para a questão do brincar e do lado emocional e psicológico no prognóstico e na evolução destes pacientes, que frequentemente é esquecida ou subvalorizada. O público médico-acadêmico terá a oportunidade de desenvolver e ampliar suas habilidades de comunicação, bem como de elucidar a importância da humanização no relacionamento médico-paciente, utilizando-se de formas lúdicas nesta interação para o enfrentamento de situações de difícil conduta, lidando com crianças e jovens doentes, o que trará uma experiência construtiva, convivência com cenários e realidades diferentes e será de extrema relevância. Analisando pelo outro lado, as crianças enfermas terão momentos de mudança de encarar suas realidades, relacionadas à doença, para extravasarem todos os sentimentos ruins, preocupações e traumas para, por um determinado tempo, apenas brincarem e rirem, utilizando-se desses momentos para melhorarem o seu estado psicológico e, por consequência, melhorarem a sua conduta frente ao processo de fragilização inerente ao confronto relacionado às questões de adoecimento. Espera-se como resultado a melhora da resposta desses pacientes frente a possíveis estadias fora de casa ou imposição de difíceis rotinas, concedendo períodos de tempo para um extravasamento e distração, refletindo numa melhor colaboração com os profissionais e uma melhor resposta aos tratamentos e procedimentos.
Palavras-chave
   Lúdico, integralidade, educação, humanização
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar