«« Voltar
Justiça, Poder e Política: os tratados políticos e a formação do Estado Moderno na Europa (séculos XIII ao XVIII).
Protocolo do SIGProj:   264738.1430.3075.23042017
De:23/04/2017  à  23/04/2020
 
Coordenador-Extensionista
  Alexandre Pierezan
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPNA - Câmpus de Nova Andradina
Unidade de Origem
  GAB/CPNA - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  A presente proposta de pesquisa está delimitada no tempo e no espaço, inserindo-se na perspectiva da História das Idéias Políticas e, no que se refere à dimensão cronológica, a intenção é analisar algumas obras políticas surgidas entre os séculos XIII e XVIII. Dentre os documentos de época encontram-se as obras de Johannes Quidort , Marsílio de Pádua, Guilherme de Ockham , Maquiavel, Jules Mazarin , Luís XIV, Cesare Beccaria e Rudolf von Ihering. A proposta de ler mais detidamente os tratados políticos que tentaram definir qual o lugar do poder de Estado e de justiça dos príncipes e dos papas na organização política da sociedade surge, primeiramente, da preocupação com questões conceituais e o tratamento dado pela bibliografia especializada; por outro lado, à luz de um instrumental teórico/analítico, examinar, de maneira mais ampla, os elementos constitutivos do contexto de produção, assim deixando de fazer a simples narração factual. Atentar-se-á, também, para a compreensão do substrato cultural e simbólico interligado ao modelo de Estado e Justiça preponderante na Europa dos séculos XIII ao XVIII. Esse longo período é característico, pois a efervescência política fez surgir obras e documentos preocupados em definir os rumos da sociedade, o que propiciou os primeiros pilares do Estado e influencia, até hoje, na reformulação das políticas de Governo e de Estado.
Palavras-chave
   Ideias políticas, Poder, Justiça, Estado
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar