«« Voltar
A Psicologia no trabalho familiar-comunitário em rede para o manejo de situações-problemas, a proteção integral e a promoção do desenvolvimento de crianças e adolescentes em Paranaíba-MS
Protocolo do SIGProj:   264221.1432.21605.20042017
De:20/05/2017  à  31/12/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Renata Bellenzani
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPAR - Câmpus de Paranaíba
Unidade de Origem
  CEX - Comissão Setorial de Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  O aprofundamento das desigualdades sociais pari passu ao recuo do Estado no financiamento das políticas sociais de promoção/proteção à vida digna (SOUZA, 2006), bem como a exclusão social inerente às economias capitalistas (SPOSATI, 2015), têm graves consequências sociais. A piora das condições de vida da classe trabalhadora representa, particularmente, riscos sociais ao desenvolvimento das crianças e adolescentes (C&A). A isto se associa a emergência de questões sociais tais como: 'transtornos mentais de C&A', 'violências contra C&A', 'crianças em situação de rua', 'trabalho infantil', 'famílias desestruturadas', 'fracasso escolar' e 'menor infrator'. Por outro lado, se fortalecem na sociedade brasileira mecanismos comunitários, jurídicos e políticos, alinhados internacionalmente, de defesa/promoção dos direitos humanos de C&A, via a estruturação da rede de proteção integral destes sujeitos em desenvolvimento. O objetivo geral da Ação é fortalecer a participação do Curso de Psicologia (UFMS/CPAR) junto à rede (Educação, Assistência Social, Saúde) do bairro “Jardim América” (Paranaíba-MS), com a finalidade de melhora assistencial do trabalho social com famílias, voltado ao desenvolvimento integral e à proteção contra violações e negligências dos direitos das crianças e adolescentes. Teórico-metodologicamente a ação de Extensão se configurará sob preceitos da Psicologia Histórico-Cultural, do Materialismo Histórico e Dialético, da Psicologia Social Comunitária, da Educação não Formal (BRANDÃO, 2004), da Pesquisa-Ação (BARBIER, 2002), da Pesquisa-Participante (BRANDÃO, 1999) e da Aprendizaje Servicio (ApS) (LALUEZA, SÁNCHEZ-BUSQUÉS, PADRÓS, 2016). O Projeto é interdisciplinar e interinstitucional envolvendo sete Cursos das Ciências Humanas/Sociais/Licenciaturas de quatro Universidades, a rede pública municipal e os Órgãos de Proteção de Direitos de criança-adolescente.
Palavras-chave
   crianças e adolescentes, família, psicologia social comunitária, direitos humanos, políticas sociais
Público-Alvo
  Um conjunto heterogêneo de atividades irá contemplar diferentes públicos da comunidade do bairro Jardim América - Trabalhadores das políticas sociais de Saúde, Educação e Assistência Social dos serviços públicos localizados neste bairro tais como: um Centro de Educação Infantil (CEINF); um Centro de Referência da Assistência Social (CRAS Jd. América), uma Escola de Ensino Fundamental e uma unidade Básica de Saúde (UBS Ana Lygia); - Trabalhadores de Organizações do Terceiro Setor (ONG) que realizam trabalhos com crianças, adolescentes e famílias residentes no bairro Jardim América - Famílias em situação de vulnerabilidade social que vivenciam dificuldades sociais e psicossociais para exercício do cuidado e da educação de crianças e adolescentes, já identificadas por estes serviços e outras a serem identificadas; - Crianças e adolescentes em geral do bairro via atividades abertas à comunidade; - População em geral do bairro via atividades abertas à comunidade; - Estudantes Universitários dos Cursos de Psicologia, Administração e Matemática-Licenciatura (UFMS), Pedagogia e Direito (UEMS e FIPAR), Ciências Sociais (UEMS) e Serviço Social (UNOPAR); - Grupos Comunitários e Movimentos sociais que desenvolvem ações educativas e comunitárias neste bairro, com foco em crianças, adolescentes e famílias;
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Profa. Renata Bellenzani 19 99166-16-75
«« Voltar