«« Voltar
O acesso aos serviços de saúde na perspectiva de pessoas em situação de rua: facilidades e barreiras
Protocolo do SIGProj:   261362.1430.226054.14032017
De:01/04/2017  à  30/03/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Bianca Cristina Ciccone Giacon
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  INISA - Instituto Integrado de Saúde
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
  Introdução: população em situação de rua pode ser conceituado como grupo heterogêneo de pessoas que possuem em comum a condição de pobreza absoluta e falta de pertencimento à sociedade formal. Políticas públicas começaram a ser elaboradas na tentativa de criar melhores condições de vida para essa população. No entanto, muitas dessas políticas são apenas compensatórias e assistencialistas. Em relação à saúde, em 2012 o Ministério da Saúde elaborou o primeiro manual sobre o cuidado à saúde junto à população em situação de rua, estabelecendo assim, a garantia de acesso aos serviços de saúde. Objetivo: descrever quais as barreiras/facilidades identificadas por pessoas em situação de rua para o acesso aos serviços de saúde. Método: é uma pesquisa de natureza qualitativa apoiada no referencial teórico fenomenológico, que será realizado em conjunto com o Centro de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e na casa de passagem São Francisco das Chagas do município de Coxim – MS. A coleta dos dados será feita através de entrevistas utilizando o instrumento semiestruturado e o questionário sociodemográfico, e questões relacionadas ao uso dos serviços de saúde por essa população.
Palavras-chave
   Pessoas em situação de rua, Serviços de saúde, Políticas públicas
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar