«« Voltar
Estudo ontogenético do esporófito e dos esporos das espécies do gênero Riccia (Ricciaceae) no Rio Grande do Sul
Protocolo do SIGProj:   260401.1359.89014.21022017
De:30/04/2017  à  28/02/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Daniel Martins Ayub
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Bento Gonçalves - Câmpus Bento Gonçalves - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  A família Ricciaceae (ordem Marchantiales, subclasse Marchantiidae) é constituída por hepáticas agrupadas em dois gêneros, Ricciocarpus e Riccia, sendo Ricciocarpus monotípico e Riccia dividido em 4 subgêneros: Leptoriccia, Riccia, Riciella e Thallocarpus. O gênero Riccia L. é o maior entre Marchantiales, com aproximadamente 150 espécies. No estado do Rio Grande do Sul, Brasil, já foram identificadas 23 espécies. O estudo ontogenético é importante na identificação da etapas do desenvolvimento dos esporos. As análises da literatura mostram que não existem estudos ontogenéticos das espécies apresentando apenas estudos morfoanatomicos das estruturas maduras. Visando interpretar as diversidades internas das espécies, estudos de ontogenia envolvendo morfologia do esporo e a esporoderme ajudarão a compreender a variabilidade interna e fornecerão informações a outros estudos morfológicos subsidiando análises filogenéticas.
Palavras-chave
   Marchantiophyta, Ricciaceae, Morfoanatomia, EsporogÊnege
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar