«« Voltar
Obtenção de nanopartículas de metais nobres e nanocompósitos híbridos multifuncionais empregando estabilizantes de origem natural
Protocolo do SIGProj:   259834.1359.265279.01032017
De:02/05/2017  à  28/02/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Alessandra Smaniotto
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Feliz - Câmpus Feliz - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  Considerando as propriedades reconhecidamente excepcionais dos materiais nanométricos, sua obtenção e aplicações representam linhas de pesquisa altamente promissoras. Dentre as nanoestruturas mais investigadas, destacam-se as nanopartículas (NPs) metálicas, especialmente as de ouro e prata. As NPs metálicas são normalmente sintetizadas utilizando processos complexos e compostos potencialmente tóxicos, resultando na geração de poluentes ambientais. Nesse sentido, o desenvolvimento de protocolos experimentais para a síntese “verde” de NPs, que utilizem solventes e agentes redutores e estabilizantes atóxicos e não poluentes, tornou-se essencial para o progresso da nanotecnologia. Uma possibilidade ambientalmente amigável para a síntese envolve o uso de polímeros biodegradáveis e extratos de plantas, que podem atuar simultaneamente como agentes redutores e estabilizantes. A dispersão de outros nanomateriais na suspensão de NPs metálicas resulta em nanocompósitos híbridos com novas propriedades funcionais com aplicações valiosas em áreas como química verde, biomedicina e bioengenharia. Tendo em vista a relevância do desenvolvimento de protocolos de síntese de NPs metálicas ambientalmente amigáveis, nesse projeto de pesquisa pretende-se obter NPs de prata e ouro empregando-se compostos de origem natural como agentes redutores e estabilizantes. Os novos métodos possibilitarão a utilização de resíduos de agroindústrias da região, como cascas e bagaços de frutas. As suspensões de NPs metálicas serão empregadas na preparação de nanocompósitos híbridos multifuncionais pela combinação com outros nanomateriais inorgânicos, como nanoplaquetas de grafite exfoliadas e nanotubos de haloisita. Devido à multifuncionalidade desses nanocompósitos, as possibilidades de aplicações são muito diversificadas, oportunizando ampla colaboração com o setor industrial.
Palavras-chave
   Nanopartículas metálicas, nanocompósitos híbridos, química verde
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar