«« Voltar
Plantas descompactadoras como técnica de melhoria física do solo manejado pelo Sistema plantio direto
Protocolo do SIGProj:   257736.1359.74711.10022017
De:30/04/2017  à  28/02/2018
 
Coordenador-Extensionista
  David Peres da Rosa
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Sertão - Câmpus Sertão - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  Dentre os fatores limitantes ao aumento da produtividade agrícola, temos como principal os de origem física, que estão expressos pela compactação do solo, haja visto o uso errôneo do manejo de Sistema plantio direto. Em face disso, este projeto visa quantificar e qualificar a eficiência de descompactação do solo via uso de nabo forrageiro em solo sob diferenciados níveis de tráfego de máquinas agrícolas em diferentes teores de umidade do solo. O experimento está dividido em blocos ao acaso com parcela subdividida em esquema trifatorial, sendo o fator 1 teor de água do solo no momento da adição do tráfego (capacidade de campo e muito úmido) e fator 2 intensidade de tráfego (0, 2 e 4 passadas) e fator 3 escarificação biológica (nabo com baixa, média e alta densidade de plantio). Para quantificação e qualificação do experimento, serão coletadas informações sobre a planta e solo, sendo: a porosidade total, a densidade do solo e a resistência mecânica do solo à penetração, como parâmetros de solo, e a área de cobertura, altura de planta, massa verde e seca como parâmetro de planta. Visa-se com esse projeto quantificar se a escarificação biológica via nabo forrageiro consegue ser suficiente como técnica de melhoria dos problemas da compactação e, dessa forma, manter um dos pressupostos do sistema de manejo de plantio direto, o não revolvimento do solo.
Palavras-chave
   Propriedades física do solo, nabo forrageiro, escarificação biológica.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar