«« Voltar
Reabilitação Humana, trabalho e inserção social.Uma análise das deficiências na convergência com a mobilidade em Nova Friburgo e Niterói. (Cópia) 09-01-2014 (Cópia) 05-01-2015 (Cópia) 26-01-2016 (Cópia) 17-01-2017
Protocolo do SIGProj:   256864.1395.48541.10032017
De:09/01/2017  à  30/12/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Maudeth Py Braga
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  IPSi - Instituto de Psicologia
Unidade de Origem
  GSI - Departamento de Psicologia
Resumo da Ação de Extensão
  Atenta-se aos impasses que compõem o cotidiano de pessoas com deficiência. Destacam-se os objetivos: analisar vetores de produção de concepções de deficiência e contrapor leituras da condição de deficiente. Indaga-se: De que modo o deslocamento na cidade atravessa o tratamento? Que estratégias são adotadas para o acesso ao trabalho? Que outros modos de intervir Psi são possíveis ao se reconhecer o protagonismo de nossa 'clientela'? Para a discussão dessas questões recorre-se às contribuições de Certeau (1994), Canguilhem (2002), Lancillotti (2003) e Nunes (2005). Opta-se por uma estratégia qualitativa de investigação conjugando: observações, entrevistas e fóruns de discussão. A clientela envolve usuários da Associação Fluminense de Reabilitação, alunos de graduação e equipe técnica. A diversidade de contextos remete a uma discussão do uso da entrevista semi-estruturada, considerando os efeitos que os encontros produzem e a importância das narrativas como instrumental de análise. Busca-se, pela circulação da palavra, a propagação de informações e a identificação de desinformações que perpassam, algumas vezes, a todos. As dificuldades no acesso ao transporte público são recorrentes. Destaca-se que a efetividade de direitos depende de ações cotidianas assentadas, na maioria das vezes, nos mecanismos informais. Assumir outra condição com limitações e possibilidades a serem exploradas, pode implicar num processo de transição, que varia caso a caso, implicando em experiências de deficiência distintas.
Palavras-chave
   mobilidade, deficiência, cidade, trabalho, ambiente
Público-Alvo
  Pessoas com deficiência e/ou doenças crônicas, usuários de programas de reabilitação; Assistentes Sociais, Fisioterapeutas, Médicos e alunos da área de diversas áreas.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   reabilitacaohumanauff@gmail.com
«« Voltar