«« Voltar
Bancos domésticos e/ou comunitários de sementes crioulas no Sertão do Pajeú
Protocolo do SIGProj:   255133.1334.77748.19122016
De:11/01/2017  à  05/01/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Monalisa Alves Diniz da Silva Camargo Pinto
Instituição
  UFRPE - Universidade Federal Rural de Pernambuco
Unidade Geral
  UAST - Unidade Acadêmica de Serra Talhada
Unidade de Origem
  ADM - Administração UAST
Resumo da Ação de Extensão
  Resgatar o conhecimento popular associado ao uso e cultivo de variedades crioulas no Sertão do Pajeú. Serão realizadas entrevistas com agricultores/as sobre as variedades crioulas que cultivam, armazenam, trocam ou comercializam. Será utilizado nas entrevistas, um questionário identificando o entrevistado (iniciais do nome, idade, sexo, profissão, e local) e questões pertinentes ao conhecimento sobre as variedades crioulas cultivadas (histórico de cultivo na família, procedência da semente, nome popular atribuído, razões para manter o cultivo, época de plantio e colheita, critérios de seleção da planta, formas de utilização, local e manejo do cultivo, formas de debulha das sementes, tratamento e condições de armazenamento). Ainda serão solicitadas amostras de sementes das respectivas variedades crioulas para realização de testes de germinação, visando obter informações da qualidade fisiológica das sementes destas variedades, assim como para confecção de mostruário e armazenamento, vislumbrando a criação de um BAG (Banco Ativo de Germoplasma) na Unidade Acadêmica de Serra Talhada.
Palavras-chave
   Recursos genéticos, patrimônio cultural, Construção de conhecimentos, Extensão Rural
Público-Alvo
  Famílias agricultoras que cultivam, armazenam, trocam e comercializam sementes crioulas.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Monalisa Alves Diniz da Silva Camargo Pinto (monallyysa@yahoo.com.br). Também iremos utilizar os espaços das ONGs CECOR e CENTRO SABIÁ , do NEPPAS e da UAST.
«« Voltar