«« Voltar
Processo de Sucessão em Empresas Familiares: um estudo na perspectiva do sistema de controle gerencial e das relações de confiança organizacional
Protocolo do SIGProj:   252740.1297.249780.23112016
De:10/02/2016  à  10/02/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Márcia Maria dos Santos Bortolocci Espejo
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  ESAN - Escola de Administração e Negócios
Unidade de Origem
  GAB/ESAN - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  O presente estudo tem por objetivo identificar a relação entre o Sistema de Controle Gerencial, a confiança organizacional e o processo de sucessão em empresas familiares. Para tanto, parte da conceituação de confiança como sendo a adoção de uma crença por uma das partes em um relacionamento no qual a outra parte não vai agir contra os seus interesses, onde essa crença é realizada sem dúvida ou suspeita indevida e na ausência de informações detalhadas sobre as ações da outra parte (Tomkins, 2001). Considera, também, a confiança como um constructo que interage com as outras variáveis, especialmente no âmbito do comportamento interpessoal em organizações e arranjos sociais (Rousseau et al., 1998). Um modelo do estudo é proposto, indicando as três redes que fazem parte do desenho da pesquisa: o Sistema de Controle Gerencial (componentes do pacote desenvolvido por Malmi & Brown, 2008), a confiança (tipologia de Reina & Reina, 2007), e o processo sucessório de empresas familiares (Borges & Lima, 2012). Quanto aos métodos, a pesquisa será desenvolvida em três fases: uma meta-síntese de estudos de caso (Hoon, 2014), um ou mais estudos de caso (Yin, 1994) e a elaboração de um questionário estruturado a partir das respostas das entrevistas da fase anterior, cujo objetivo será a verificação das relações entre os construtos da pesquisa, privilegiando a amplitude.
Palavras-chave
   sistema de controle gerencial, confiança, empresas familiares, sucessão
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar