«« Voltar
Orientação aos pacientes com câncer em quimioterapia para evitar a fadiga com vistas a promoção de saúde.
Protocolo do SIGProj:   252504.1321.34064.02122016
De:01/03/2017  à  01/12/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Elizabeth Barichello
Instituição
  UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Unidade Geral
  UGP - Unidade Geral Padrão
Unidade de Origem
  ICS - Instituto de Ciências da Saúde
Resumo da Ação de Extensão
  De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), há uma estimativa para o ano de 2015 de cerca de 395 mil casos novos de câncer, excluindo os casos de câncer de pele não melanoma, sendo considerado no Brasil, um problema de saúde pública (INCA, 2014). A quimioterapia é um tratamento em que se utilizam drogas capazes de destruir células neoplásicas, interferindo nas funções celulares. Porém, essas drogas podem destruir células normais do organismo e, como consequência, causam efeitos adversos como náuseas, vômito, diarreia, constipação, mucosite, mielossupressão, neutropenia, plaquetopenia e anemia (BONASSA, 2013). A National Comprehensive Cancer Network (NCCN) define a fadiga como um sintoma angustiante, persistente, com subjetiva sensação de cansaço ou exaustão relacionada ao câncer ou ao seu tratamento, não relacionada à atividade física recente e que interfere nas atividades de vida diárias (NCCN, 2011). O câncer e seus tratamentos afetam diretamente a qualidade de vida dos pacientes, dessa forma, a continuação desse projeto é imprescindível para que os estudos e as informações aos pacientes tenham continuidade, com vistas à melhora da qualidade de vida desses pacientes.
Palavras-chave
   Enfermagem, câncer, fadiga, quimioterapia
Público-Alvo
  Pacientes acima de 18 anos que estiverem em tratamento quimioterápico no período de execução do projeto.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar