«« Voltar
Identificação de sintomas depressivos nos profissionais de enfermagem que atuam na Atenção Primária à Saúde
Protocolo do SIGProj:   251524.1430.21890.14092017
De:20/10/2017  à  20/10/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Mayara Caroline Ribeiro Antonio
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPCX - Câmpus de Coxim
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
  Há uma crescente discussão acerca dos transtornos mentais, seus fatores desencadeantes, diagnóstico, tratamento e pesquisas. Em especial, a reflexão sobre a saúde mental dos trabalhadores foi intensificada, já que, o ambiente de trabalho pode gerar situações negativas capazes de levarem ao aparecimento de doenças psíquicas, principalmente a depressão. Destacam-se, os profissionais da saúde, dentre eles os que atuam na Atenção Primária à Saúde. O excesso de trabalho e o estresse mental têm sido apontados como excelentes fatores de risco para o desenvolvimento de outras doenças. A relevância deste estudo encontra-se no fato de que a depressão e seus sintomas não tem sido o foco central das pesquisas envolvendo a equipe de saúde. O objetivo do estudo é identificar qual a prevalência de sintomas depressivos nos profissionais de enfermagem que atuam na Atenção Primária à Saúde de um município da região norte do estado de Mato Grosso do Sul. Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo e transversal, com abordagem quantitativa dos dados. Será aplicado o Inventário de Depressão de Beck, instrumento autoaplicável, que identifica os sintomas depressivos tanto em populações específicas quanto na população em geral, e um questionário para relacionar as características sociodemográficas e profissionais com os sintomas de depressão. A amostra será composta por 40 profissionais, entre auxiliares de enfermagem, técnicos de enfermagem e enfermeiros. Os dados serão coletados no local de trabalho dos sujeitos investigados nos dois turnos de trabalho. Para análise e comparação dos dados, realizaremos os testes estatísticos, fixando-se o intervalo de confiança em 95%.
Palavras-chave
   Transtornos Mentais, Enfermagem Psiquiátrica, Saúde do Trabalhador, Atenção Primária à Saúde, Equipe de Enfermagem.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar