«« Voltar
Laboratório e Oficina Itinerante de Estudos sobre Preconceito nas Escolas Públicas do Município de Xanxerê-SC
Protocolo do SIGProj:   248662.1308.258116.25092016
De:01/11/2016  à  30/11/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Lígia Wilhelms Eras
Instituição
  IFSC - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
Unidade Geral
  IFSC-CAX - Campus Xanxerê
Unidade de Origem
  DEPE - Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  O preconceito pode ser considerado um problema sociológico de pesquisa na gênese histórica, social, cultural e política de manifestação: a) é a apreensão de escalas diferenciadas da demarcação da diferença entre os grupos sociais; b)é a denotação pejorativa atribuída às marcas de produção da diferença, tipificadas por ações discriminatórias e excludentes de pertencimento social, materializadas por rotulações e práticas simbólicas violentas em diversas formatações quanto à renda e vulnerabilidade social, raça, forma física, etária e gênero. A justificativa da pesquisa centra-se na necessidade de sistematizar o conhecimento sobre o preconceito como fenômeno sociológico que revela o contrassenso das ações democráticas afirmadas por diferentes quadros legislativos do país (CF/88, LDB/96 entre outras) e, de que, o modo mais ativo de enfrenta-lo é por uma perspectiva intervencionista, localizada, exponencialmente, no espaço do ensino e da pesquisa sobre o tema. Desvendar o preconceito é reconhecer a sua existência e afirmar possibilidades de superá-lo. Nessa perspectiva, a atuação desse projeto de extensão é orientado: a) aos estudos sobre o preconceito, a partir da prática de um laboratório e oficina itinerante de pesquisa e palestras, no desenvolvimento e produção de um banco de dados na pesquisa temática sobre o tema localizadas/produzidas no IFSC/Câmpus Xanxerê; b) O banco de dados é uma ferramenta que instrumentaliza a tomada de consciência para práticas de formação e ensino discentes e docentes mais democráticas, ampliando a acessibilidade sistemática dos estudos sobre o preconceito a diferentes públicos da comunidade educacional no formato de oficinas aos estudantes de escolas das escolas públicas.
Palavras-chave
   Laboratório, Oficina, Preconceito, Discriminação, Ensino
Público-Alvo
  O público alvo serão três grupos específicos: a) Bolsistas/Estudantes do IFSC Câmpus Xanxerê; b) Alunos das Escolas Públicas Municipais de Xanxerê; c) Alunos dos Colégios Estaduais do Município de Xanxerê. d) Parceira com o Núcleo Regional e Municipal de Educação e Secretarias da Juventude e Cultura.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   xanxere.ifsc.edu.br E-mail: ligia.eras@ifsc.edu.br Telefone: (49) 3441-7907
«« Voltar