«« Voltar
Caracterização bioquímica e ação antimicrobiana do veneno da vespa eussocial Polistes lanio (Hymenoptera: Vespidae)
Protocolo do SIGProj:   246140.1136.250480.26082016
De:28/09/2014  à  28/09/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Viviana de Oliveira Torres
Instituição
  UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  PROPP - Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Unidade de Origem
  DPG - Divisão de Pós-Graduação
Resumo da Ação de Extensão
  As vespas sociais possuem ferrão, estrutura física modificada a partir de um ovipositor de ancestrais parasitas, cuja função é injetar o veneno em presas e inimigos naturais. O veneno destes insetos é formado por complexos de moléculas orgânicas, proteínas, peptídeos, lipídeos, aminas vasoativas (norepinefrina, histamina e dopamina) e enzimas como fosfolipases, hialuronidases e fosfatases. Contudo, pouco se sabe sobre sua composição, propriedades farmacológicas, mecanismos de ação e alergenicidade. Portanto, o presente trabalho objetiva avaliar a composição bioquímica do veneno da vespa social Polistes lanio e sua atividade antimicrobiana, explorando o potencial farmacológico dos compostos, além de propor um novo método (FTIR-PAS) de análise da variação da composição destes compostos. As coletas das fêmeas de Polistes lanio serão realizadas em diferentes regiões de Mato Grosso do Sul. Após extração do veneno a variação na composição química será analisada pelas técnicas de Espectroscopia Fotoacústica no Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR-PAS) e por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (HPLC). Posteriormente, os constituintes de menor massa molecular serão identificados por cromatografia gasosa com detector de massas (CG-MS). Além disso, serão realizados testes antimicrobianos com a composição natural do veneno de vespas P. lanio utilizando cepas de bactérias Gram-negativas e Gram-positivas, além de sua atividade antifúngica. Dessa forma, os resultados podem complementar o conhecimento sobre os compostos químicos presentes no veneno de vespas sociais, assim como mostrar sua potencialidade antimicrobiana de seu veneno. Por fim, diferentes técnicas podem gerar resultados complementares e mais completos e eficientes no estudo da composição química de veneno.
Palavras-chave
   bioquímica, compostos químicos, vespas sociais, veneno
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar