«« Voltar
Projeto Comunidade de Programação II
Protocolo do SIGProj:   243094.1276.241867.29072016
De:03/10/2016  à  02/10/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Carla Amor Divino Moreira Delgado
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCMN - Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza
Unidade de Origem
  IM - Instituto da Matemática
Resumo da Ação de Extensão
  A introdução ao pensamento computacional e à programação de computadores acontece no ensino médio em alguns países, porém não no Brasil. A falta de professores do ensino médio capacitados, visto que há poucos cursos de licenciatura em computação no Brasil, é uma barreira a qualquer iniciativa nesta direção. Estudantes universitários e jovens profissionais de áreas diversas como jornalismo, áreas da saúde e geoprocessamento se deparam com a necessidade de complementar sua formação com conhecimentos de programação, enquanto profissionais experientes buscam aprimorar suas habilidades. Jovens ainda sem carreira definida sentem-se desafiados e motivados a adentrar no universo da programação e da internet, dadas as oportunidades profissionais e de articulação social abertas àqueles com conhecimentos nessa área. O projeto “comunidade de programação” visa alavancar a aprendizagem de programação de jovens e adultos através de abordagens democráticas, flexíveis, distintas de cursos, e explorar maneiras de tornar a programação acessível a um público numeroso e diverso usando e-learning. O resultado esperado é a criação de uma comunidade de aprendizes, tutores e professores que colaborem em prol da aprendizagem de programação. Uma plataforma computacional será desenvolvida para viabilizar as interações educacionais. O uso da plataforma incentivará a produção colaborativa de materiais e o aumento da participação, permitindo que o público desenvolva, de forma condizente com sua demanda e capacidade, competências de programação. Através da comunidade de programação, a universidade poderá dialogar com a sociedade acerca da demanda social por saberes em computação, já estudada em outros países porém ainda pouco considerada no Brasil.
Palavras-chave
   comunidade de aprendizagem, empoderamento tecnológico, inclusão digital
Público-Alvo
  Jovens e adultos de todas as idades em busca de ganhar ou aprimorar seus conhecimentos em programação, como parte de sua formação profissional e intelectual. Em especial: professores do ensino médio, estudantes de ensino médio e universitário, jovens profissionais (universitários, técnicos ou outros, basta ter cursado ou estar cursando o ensino médio), profissionais (de todas as áreas) buscando formação continuada. O publico alvo contempla alunos que já concluiram ou estão cursando o ensino médio de qualquer instituição do Brasil. Os alunos do ensino técnico em computação do Colégio Pedro II, bem como os alunos do Bacharelado de Ciência da Computação-UFRJ não são o público alvo desta proposta, pois ela é planejada para atingir pessoas cuja formação profissional não é a computação. Entretanto, os alunos de computação destas instituições serão cooptados como executores da ação. Alunos do Colégio Pedro II de outros cursos, bem como alunos de outros cursos da UFRJ fazem parte do público alvo.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   O principal meio a ser utilizado para divulgação é a internet. Através de notícias em sites institucionais e plataformas de interação social como Facebook, twitter, google+ e claro, também por correio eletrônico. As comunidades se formam, primordialmente, através do contato entre pessoas conhecidas, então a divulgação de pessoa a pessoa (suportada por tecnologias da comunicação) é nosso principal foco.
«« Voltar