«« Voltar
Organização de materiais curriculares educativos: uma proposta de estudo para o ensino de Matemática e Informática
Protocolo do SIGProj:   241533.1264.201032.29062016
De:29/07/2016  à  29/01/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Gabriela de Godoy Cravo Arduino
Instituição
  IFSP - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Unidade Geral
  PRX - Pró Reitoria de Extensão
Unidade de Origem
  AVR - Avaré
Resumo da Ação de Extensão
  Já na década de 90 estudiosos na área de educação matemática publicavam que algo precisava ser mudado no que diz respeito ao ensino desta disciplina. O conteúdo que tentamos passar adiante através dos sistemas escolares é obsoleto, desinteressante e inútil. Há uma evidente necessidade de se abandonar o tradicionalismo, isto é, a visão da matemática como disciplina que desperta ansiedade e medo em estudantes, além de apresentar o maior índice de reprovação nas escolas. Trata-se de uma proposta de estudo sistematizado a partir de materiais curriculares educativos de matemática e informática, desde as séries iniciais até o Ensino Médio. A partir disso, evidencia-se, ainda, a urgência de uma reflexão acerca de novas estratégias pedagógicas que contribuam para a facilitação do processo de ensino aprendizagem da matemática, ao mesmo tempo que estimulem nos alunos o pensamento independente, permitindo-lhes a utilização de recursos e instrumentos úteis no seu cotidiano. Acredita-se que os jogos, além de úteis para o desenvolvimento do raciocínio lógico, a criatividade e a capacidade de manejar situações reais, podem, ainda, servir de elemento facilitador no despertar do aluno para a importância da matemática para a sua vida social, cultural e política. Destina-se a profissionais da educação básica, professores de Matemática e licenciandos dos cursos de Licenciaturas, sejam elas em Matemática e Pedagogia. Um dos objetivos para a introdução de jogos nas aulas de matemática é a possibilidade de diminuir bloqueios apresentados por muitos de nossos alunos que temem a Matemática e sentem-se incapacitados para aprendê-la.
Palavras-chave
   Prática docente, contexto colaborativo, materiais curriculares, desenvolvimento profissional
Público-Alvo
  Licenciandos de Pedagogia e Matemática, professores de matemática das redes particulares e públicas da diretoria de ensino.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar