«« Voltar
EDUCAÇÃO EM SAÚDE: UMA CHAMA NA SENSIBILIZAÇÃO PARA PROMOVER O BEM ESTAR E A INCLUSÃO SOCIAL DE INDIVÍDUOS COM DEFORMIDADE NA FACE.
Protocolo do SIGProj:   239502.1178.12146.06062016
De:30/06/2016  à  30/12/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Icléia Honorato da Silva Carvalho
Instituição
  UFPB - Universidade Federal da Paraíba
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  ETS - Escola Técnica de Saúde
Resumo da Ação de Extensão
  O compromisso social da Universidade em promover ações integradas, voltadas para a garantia dos valores democráticos, da igualdade e do desenvolvimento social, é propagado através de suas atividades acadêmicas, dentre elas, a extensão. (Fórum de Pró-Reitores das Universidades Públicas Brasileiras, 2001). A Escola técnica de Saúde da UFPB representada por seus professores no desenvolvimento de suas atividades de ensino pesquisa e extensão, implantou o Serviço de Reabilitação Bucomaxilofacial na Divisão de Odontologia Restauradora e Social do Hospital Universitário Lauro Wanderley. Este serviço é referência no Estado da Paraíba, possui uma equipe multidisciplinar, constituída principalmente por professores da área de Odontologia e Enfermagem. Oferece a sociedade paraibana, e aos estados circunvizinhos, um atendimento de média e alta complexidade dentro dos princípios do SUS, por meio de procedimentos clínicos e laboratorial em um mesmo âmbito, com vistas ao atendimento integral, eficiente e humanitário, para a reabilitação e reintegração social dos indivíduos portadores de deformidades faciais. Vale destacar, que durante todo o processo de reabilitação física, a equipe desenvolve as suas atividades assistenciais por meio de ações educativas, que envolvem orientação sobre o autocuidado e a prevenção do câncer de pele, principal causador da maioria das mutilações de cabeça e pescoço. Por conseguinte, se faz necessário investir nos três níveis acadêmicos de ensino: no técnico, na graduação e na pós-graduação, através de ações voltadas para o ensino e a extensão , como também, nos registros epidemiológicos e desenvolvimento de pesquisas na área.
Palavras-chave
   Saúde, Educação, Reabilitação, Bem estar e Inclusão.
Público-Alvo
  Indivíduos de todas as idades, portadores de lesões oncológicas ou não, intra e/ou extra-bucais, com necessidades de próteses obturadoras de palato, ou próteses faciais como as auriculares, nasais, oculares, e óculopalpebrais, que recebem entre 1 e 2 salários mínimos, oriundos dos hospitais públicos de todo o Estado. indivíduos de todas as idades, porém verifica-se que parte dos pacientes são idosos.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Realizar palestras nas escolas públicas e privadas, como maneira de atrair o seu envolvimento e sensibilizá-la no sentido de prevenir o câncer de pele.
«« Voltar