«« Voltar
Avaliação dos níveis dos elementos bioativos, alumínio, zinco e cobre, nos tubérculos comercializados e consumidos em Mato Grosso do Sul.
Protocolo do SIGProj:   237194.1236.156857.13052016
De:12/08/2013  à  12/08/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Petr Melnikov
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMED - Faculdade de Medicina
Unidade de Origem
  GAB/FAMED - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
   As hortaliças apresentam grande importância econômica e social para o Brasil, sendo parte importante da nutrição da população, geração de divisas e criação de grande número de empregos diretos e indiretos. Dentre as hortaliças, destacam-se as hortaliças tuberosas (raízes, tubérculos, rizomas) e que se caracterizam pelo alto teor energético. O propósito do presente trabalho é realizar as dosagens dos níveis de alumínio, zinco e cobre na mandioca, batata inglesa e batata doce consumidas em Mato Grosso Do Sul. Estes elementos apresentam uma importância primordial para a saúde humana e animal, posto que fazem parte das enzimas chaves do organismo. As concentrações em elementos traço que não apresentam valor econômico direto são raramente determinadas, apesar de que podem variar substancialmente em função de solos, água, métodos de cultivo, armazenamento e manejo integral. Contudo, mesmo que as porcentagens destes elementos sejam baixas, o enorme consumo faz que em números absolutos apresentam quantidades significativas. Os produtos gerados serão os dados referentes ao conteúdo de elementos bioativos, as publicações cientificas, as recomendações para nutricionistas de Mato Grosso do Sul e especialistas em metabolismo mineral,
Palavras-chave
   alumínio, zinco, cobre, mandioca
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar