«« Voltar
IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE FARMACOVIGILÂNCIA NA FARMÁCIA ESCOLA CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE (UFPE)
Protocolo do SIGProj:   232931.1185.107863.17042016
De:02/01/2016  à  30/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Leila Bastos Leal
Instituição
  UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
Unidade Geral
  CCS - CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
Unidade de Origem
  Ciências Farmacêuticas - Ciências Farmacêuticas (Depto)
Resumo da Ação de Extensão
  Os medicamentos tornaram-se uma ferramenta terapêutica muito importante para os profissionais de saúde no tratamento e profilaxia de inúmeras enfermidades, promovendo melhoria na qualidade e expectativa de vida da população. Entretanto, para que a farmacoterapia tenha êxito e produza os resultados esperados, é essencial que os medicamentos tenham qualidade, segurança, eficácia, além de serem prescritos e utilizados da forma correta. O fato é que, problemas que ocorrem no dia-a-dia do uso dos medicamentos no Brasil, as reações adversas a medicamentos são uma parte do problema. Existem portanto, problemas mais primários, contudo graves, e relativamente fáceis de serem resolvidos e que ocorrem em países com as características semelhantes ao nosso, com pouca tradição em ações mais enérgicas e resolutivas de vigilância sanitária e onde os direitos do consumidor são, na prática, pouco respeitados. Como exemplo, podemos citar: desvios de qualidade dos produtos; desvio de uso (alucinógeno, pseudofortificante, abortivo etc); problemas com a idoneidade das informações sobre o medicamento fornecidas pelo fabricante; entrega de medicamento com prazo de validade vencido e troca de embalagens. Diante disto, visando identificar os efeitos indesejáveis desconhecidos; quantificar o risco desses efeitos associados ao uso de determinados fármacos; identificar fatores de risco e mecanismos subjacentes aos efeitos indesejáveis; informar e educar os profissionais sanitários e informar e subsidiar as autoridades sanitárias na regulamentação dos medicamentos. O objetivo deste projeto é desenvolver, na farmácia escola da Universidade Federal de Pernambuco, um projeto de monitorização da segurança de medicamentos com aplicabilidade principalmente, na farmácia magistral ( Farmacovigilância).
Palavras-chave
   farmacovigilância, notificação de reação adversa, bulas informativas, URM
Público-Alvo
  Pacientes que são atendidos na FECDA/ UFPE, seja da comunidade universitária, das regiões ciscunvizinhas da UFPE, ou de pacientes do interior do estado atendidos no Hospital das Clínicas da UFPE ou Hospital Barão de Lucena. Em torno de 400 pacientes/ mes, perfazendo um total de 9.600 pessoas. Como não existe uma ideia do quantitativo de pacientes distribuidos na UFPE, foi feita uma divisão por igual.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   FECDA 33026590/ 91/ 92
«« Voltar