«« Voltar
A relação entre línguas: da transformação do corpo discursivo pelo contato com o outro
Protocolo do SIGProj:   226908.1137.122932.02032016
De:02/05/2017  à  28/02/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Giovani Forgiarini Aiub
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Feliz - Câmpus Feliz - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  Com base no aparato teórico da Análise do Discurso de linha francesa, isto é, pressupondo o trabalho teórico de Michel Pêcheux, esta pesquisa pretende analisar o sujeito inscrito em um processo de reconfiguração subjetiva quando este está em contato com uma língua estrangeira. Para tal, utilizar-se-á de entrevistas semi-estruturadas com sujeitos que já tiveram, ou estão tendo, contato com uma língua estrangeira. Este projeto almeja também investigar a relação de historicidades entre as línguas materna e estrangeira, a constituição identitária e a estruturação do sujeito pela linguagem, sem deixar de verificar como estas relações produzem novos modos de dizer no sujeito. Em outras palavras, pretende-se um estudo teórico-analítico da relação do sujeito com as línguas que o constituem e que o estruturam. A partir do estudo destas relações do sujeito com as línguas e das historicidades entre as línguas, objetiva-se a construção de um conceito a ser chamado de corpo discursivo, uma vez que a hipótese aqui é que todo sujeito se inscreve em um corpo discursivo, e este corpo se modificaria sempre que o contato com uma estrangeiridade é acentuada. Dito de outra forma, como o sujeito é constituído pela linguagem, estruturado por uma língua primeira chamada materna, ele também se inscreve em corpo discursivo para poder dizer. É este corpo discursivo que se modificaria ao ter relação com uma estrangeiridade.
Palavras-chave
   Língua materna e estrangeira, Sujeito, Discurso, Corpo Discursivo
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar