«« Voltar
Estudos citogenéticos convencionais e moleculares em peixes da ordem Gymnotiformes pertencentes à bacia Paraná-Paraguai.
Protocolo do SIGProj:   226136.1136.120544.14032016
De:20/03/2016  à  20/02/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Carlos Alexandre Fernandes
Instituição
  UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  Mundo Novo - Unidade Universitária de Mundo Novo
Unidade de Origem
  Ciências Biológicas - Coordenação do Curso de Ciências Biológicas
Resumo da Ação de Extensão
  Os Gymnotiformes são peixes de água doce, originários da América do Sul, com espécies que invadiram posteriormente a América Central, e constituem um grupo interessante do ponto de vista científico pela sua capacidade eletrogênica e de eletrolocalização. Os peixes da ordem Gymnotiformes apresentam uma grande variação de números cromossômicos. Em estudos iniciais na família Gymnotidae foi encontrado o número diplóide de 2n=52 cromossomos para Gymnotus carapo e análises cariotípicas posteriores indicaram ampla variabilidade no número de cromossomos, entre 2n=42 até 2n=54 cromossomos, além de apresentar diferenças na morfologia cromossômica. Diante disso, o presente projeto visa caracterizar citogeneticamente peixes da ordem Gymnotiformes coletadas em corpos d’água da bacia Paraná/Paraguai, visando detectar possíveis variações que permitam um melhor entendimento das relações evolutivas dentro desta ordem. Os cromossomos mitóticos serão obtidos a partir de células extraídas do rim e os cariótipos serão montados seguindo os critérios de classificação atualmente utilizados para peixes. A técnica de banda-C será empregada para análise da heterocromatina constitutiva. As RONs serão detectadas por coloração de nitrato de prata (AgNO3) e por FISH com sondas ribossomais. Além disso, serão utilizados marcadores moleculares como o DNAr 5S e DNA telomérico. Ao final deste projeto, pretende-se: fornecer indicativos de espécies “novas” potenciais, ainda não descritas na literatura, a fim de auxiliar em estudos de cunho taxonômico; constituir um banco consistente de dados citogenéticos que permitam o auxílio na identificação de espécies de peixes e discussão das relações evolutivas entre elas, proporcionando uma melhor caracterização da Biodiversidade de Mato Grosso do Sul.
Palavras-chave
   Gymnotidae, Sternopygidae, Rhamphichthydae, Hypopomidae e Apteronotidae.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar