«« Voltar
Estudo de variáveis relacionadas à vias de administração do antiveneno de 'viúva Negra' - soro antilatrodectus
Protocolo do SIGProj:   224189.1115.85728.04022016
De:01/04/2016  à  31/12/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Elizabeth Valverde Macedo
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  PROEX - Pró-Reitoria de Extensão
Unidade de Origem
  LURA/EX - Laboratório Universitário Rodolpho Albino
Resumo da Ação de Extensão
  Aranhas do gênero Latrodectus (Walckneaer, 1805) são cosmopolitas e algumas espécies apresentam veneno neurotóxico com potente ação sobre o corpo humano. No latrodectismo casos letais são raros, porém, a importante morbidade desse envenenamento motiva vários estudos sobre as estratégias de tratamento mais adequado para o acidentado. No Brasil, o soro antilatrodéctico (SAL) é produzido pelo Instituto Vital Brazil (IVB) e em sua bula, de modo diferente a todos os outros soros antipeçonhentos, é indicada a via intramuscular para sua administração. Na literatura e em bulas de outros fabricantes, há indicação de não haver diferença entre as rotas intramuscular e endovenosa em termos de eficácia do medicamento. Este estudo objetiva avaliar comparativamente duas rotas de administração do SAL através da observação da letalidade nos grupos experimentais em que após a inoculação do veneno intraperitoneal (i.p.) como preconizado pela Farmacopéia Brasileira (2010) um grupo receberá o soro SAL por via intramuscular (i.m.), o segundo por via endovenosa (e.v.) e o terceiro grupo o controle receberá por via i.p. solução salina à 0,85%. As Dose Letal50%(DL50) do veneno de Latrodectus curacaviensis e a Dose Efetiva50%(DE50) do soro antilatrodéctico serão fornecidas pelo Departamento de Controle Biológico do IVB.
Palavras-chave
   viúva negra, latrocectus, soro antilatrodéctico.
Público-Alvo
  Como público-alvo das ações extensionistas, do presente projeto, estimamos 1.000 usuários porque corresponde ao número de doses produzidos na escala industrial do IVB.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   bethvalverde1@gmail.com
«« Voltar