«« Voltar
Liga de Saúde Coletiva
Protocolo do SIGProj:   221490.1135.207846.17122015
De:19/02/2016  à  25/05/2016
 
Coordenador-Extensionista
  Bruno Correia Ernandes
Instituição
  UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados
Unidade Geral
  FCS - Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
Unidade de Origem
  Med. - Medicina
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto - Liga de Saúde Coletiva - se propõe a realizar estágios e vivências dos acadêmicos de Medicina no Hospital e Maternidade Indígena Porta da Esperança, por meio do acompanhamento de consultas, procedimentos e demais atividades realizadas na unidade pelos seus próprios profissionais, com o intuito de aproximar os futuros profissionais da saúde (acadêmicos de medicina) às especificidades da população indígena, para que possam compreender suas crenças, cultura, percepções e atitudes e desenvolver, juntamento com a equipe de saúde, abordagem médica adequada para essa população. O projeto também se propõe a realizar aulas a respeitos de temas que interessam à Saúde Coletiva e à população indígena (como abordagens técnicas, patologias relevantes, etc) com a finalidade de aprimorar o conhecimento teórico e atrelá-lo às atividades práticas. Além disso, a Liga realizará pesquisas, na forma de inquéritos, identificando as necessidades percebidas pelas equipes, resultando em reflexões das equipes e novas ações para melhorias no processo de trabalho.
Palavras-chave
   Educação em Saúde, Saúde das populações indígenas, Saúde Coletiva
Público-Alvo
  O público-alvo compreende a população indígena das aldeias Bororó e Jaguapiru, uma vez que o Hospital e Maternidade Indígena Porta da Esperança será o cenário de pesquisa e extensão do projeto. Ao todo, mais de 2400 pessoas aproximadamente terão contato com os acadêmicos ligados ao projeto e serão orientados e assistidos pelos estudantes.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   Bruno Corrêia Ernandes 067 99358486 ou brernandes@hotmail.com
«« Voltar