«« Voltar
Destino de sementes de espécies arbóreas do Cerrado
Protocolo do SIGProj:   218164.1430.45161.20122017
De:01/02/2018  à  01/01/2021
 
Coordenador-Extensionista
  José Ragusa Netto
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPTL - Câmpus de Três Lagoas
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
  A predação e a dispersão de sementes são processos ecológicos importantes nos trópicos por influenciar a estrutura das comunidades vegetais. Essas interações são efetuadas por uma elevada diversidade de organismos invertebrados e vertebrados e estão sob efeito da sazonalidade, tipo de hábitat, tamanho, diversidade e densidade de sementes disponíveis. Esse estudo tem como objetivo avaliar o destino de sementes de espécies do cerrado conforme fatores supramencionados. Dessa forma, iremos amostrar a predação e remoção pré-dispersão, bem simular experimentalmente a deposição de sementes ao longo de trilhas dispostas no interior e borda de remanescentes de cerrado, de reservas naturais, em diferentes estações do ano. Avaliaremos os padrões de mortalidade densidade-distância dependente utilizando equação alométrica e analisaremos as taxas de predação, dispersão e estocagem por roedores. Os valores de cada destino das sementes serão considerados em proporções e transformados (raiz do arco-seno). As comparações estatísticas se darão através de análise de variância multivariada (MANOVA). Esperamos obter esclarecimentos sobre as variações espaço-temporais quanto à sobrevivência das sementes e respectivas implicações sobre a regeneração de espécies arbóreas do cerrado.
Palavras-chave
   DISPERSÃO, PREDAÇÃO, INTERAÇÃO PLANTA-ANIMAL
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar