«« Voltar
No trânsito entre mundos: trocas de experiências em comunidades quilombolas no RS
Protocolo do SIGProj:   216372.968.115937.27102015
De:26/11/2015  à  30/12/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Milena Silvester Quadros
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Ibirubá - Câmpus Ibirubá - Extensão
Unidade de Origem
  EXT - Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  Este projeto visa promover diferentes vias de ações em duas Comunidades reconhecidas e certificadas pela Fundação Cultural Palmares como remanescentes de quilombo. Partindo de um olhar sensível de modo a considerar as necessidades e as exigências destas famílias que vivem em situação de pobreza e vulnerabilidade social, intenciona-se promover atividades que permitam a troca de saberes e experiências entre o Instituto Federal e estas Comunidades. Aproximar estes saberes, por meio de diferentes ações, visa, igualmente, criar dispositivos para que os jovens que integram estas comunidades sejam estimulados a participar dos sistemas de ingresso específicos disponíveis pelo IFRS para as populações afrodescendentes. Planeja-se a realização de oficinas para a troca de saberes sobre receituários caseiros para uso em plantas alimentícias e medicinais, culinária tradicional, manejo do solo e compostagem, manifestação cultural, cinema, dança, entre outros. As oficinas serão organizadas de modo a simetrizar os conhecimentos acadêmicos, portados pelos profissionais envolvidos, com os saberes locais das comunidades. Deste ponto de vista, é fundamental levar a sério a cosmologia quilombola no que diz respeito as suas manifestações culturais, políticas, religiosas e sociais.
Palavras-chave
   Simetrização de saberes, trocas de experiências, Cosmologia Quilombolas.
Público-Alvo
  As atividades abrangem famílias vinculadas ao passado escravista e que atualmente integram coletividades certificadas e reconhecidas pela Fundação Cultural Palmares como Comunidade remanescente de Quilombos. Tratam-se de duas Comunidades rurais (Júlio Borges e Sítio) localizadas em distritos dos municípios de Arroio do Tigre e de Salto do Jacuí; e uma comunidade quilombola urbana localizada no município de Colorado. Buscando recompor o vínculo étnico destas populações, recentemente as famílias que residem nestas comunidades tem acessado Políticas Públicas que visam facilitar o acesso à terra e aos dispositivos de produção de alimentos. Apesar de terem um impacto significativo na vida destas pessoas, as Políticas atuais não dão conta de tirá-las da situação de vulnerabilidade e risco social que historicamente se encontraram. O público-alvo deste projeto, portanto, permanece em situação de pobreza que se reflete em problemas de saúde, baixo acesso aos saberes que facilitam a produção de alimentos, perda dos vínculos com a cultura tradicional, entre outros.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar