«« Voltar
Efeito da intensidade e duração das cheias na estruturação da comunidade de Abelhas (Apoidea) e Vespas (Vespoidea) no Pantanal
Protocolo do SIGProj:   204878.1004.26151.24062015
De:01/04/2015  à  31/08/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Rodrigo Aranda
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPAQ - Câmpus de Aquidauana
Unidade de Origem
  GAB/CPAQ - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  Hymenoptera é a terceira maior ordem de insetos e estão entre os mais importantes agentes ecológicos em ecossistemas terrestres, sendo responsáveis pelo controle de populações de outros insetos através da predação ou parasitoidismo e polinização de angiospermas. As áreas inundadas são consideradas como prioritárias para conservação por apresentarem ambientes únicos, fauna e flora diversa. Invertebrados terrestres de planícies alagadas apresentam estratégias para sobreviver nos períodos de inundação e a determinação dessas estratégias são influenciadas pela duração, intensidade e frequência dos ciclos de inundação. O Pantanal Brasileiro e a maior planície alagável sendo considerada área prioritária para conservação e apesar de sua importância, poucos trabalhos enfocando a diversidade e padrões de distribuição das espécies de insetos e outros artrópodes são realizados. O presente trabalho tem como objetivo descrever a diversidade alfa, beta e gama de abelhas (Apoidea) e vespas (Vespoidea) no pantanal, valiar o efeito da intensidade e duração da inundação na estruturação da comunidade de abelhas e vespas testando a hipótese de que áreas com intensidades e durações diferentes apresentaram composição menos similar e avaliar a diversidade funcional nas áreas com diferentes intensidades e duração da inundação testando a hipótese de que as áreas similares em relação à intensidade e duração da inundação serão mais similares funcionalmente.
Palavras-chave
   Diversidade funcional, Filtro ambiental, Hymenoptera
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar