«« Voltar
Sensorif: o sentido de sentir
Protocolo do SIGProj:   198937.968.186823.01032015
De:01/05/2015  à  30/11/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Dioneia Everling
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Ibirubá - Câmpus Ibirubá - Extensão
Unidade de Origem
  EXT - Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  O Jardim das Sensações será um espaço diferenciado, a ser implantado dentro do módulo esportivo do IFRS Campus Ibirubá, com a finalidade de facilitar o acesso as pessoas à um local em que elas possam estar em contato com a natureza experimentando diferentes sensações, provocando emoções agradáveis em seus visitantes, independente da sua condição física. Pessoas com necessidade especial normalmente são privadas de sentir essas emoções, pois os jardins convencionais não são adequados às suas necessidades em vários aspectos. Para facilitar a percepção dos diferentes sentidos por essas pessoas é necessário que haja estrutura adequada. O Jardim sensorial terá como objetivos proporcionar aos alunos e usuários a possibilidade de um contato sensorial com a natureza, contribuindo para a sua reabilitação e melhora da qualidade de vida, através de valorização da natureza, por outros meios além do olhar além de ativar a percepção e estimular os sentidos da visão, audição, olfato, gustação e tato, e o equilíbrio, além oferecer um espaço para a aprendizagem de cores, plantas e sentidos são os objetivos centrais do jardim sensorial. Assim as pessoas com necessidades com limitações físicas de mobilidade, visão, audição, ou diferencial cognitivo, além de crianças ou idosos poderão ter acesso ha um local educativo, agradável e saudável ao mesmo tempo. O jardim também atenderá ao público em geral, como grupos específicos de associações, escolas ou outras organizações. Neste contexto, este espaço possibilitará a experimentação de diferentes sensações por pessoas que possuem e que não possuem necessidades específicas.
Palavras-chave
   jardim, sensações, reabilitação, aprendizagem, mobilidade
Público-Alvo
  Regularmente o modulo esportivo é utilizado por várias entidades da comunidade ibirubense como APAE (Associação de pais e amigos de excepcionais), equipe de footebol), Brigada Militar além das escolas do município e região que participam dos JERGS (Jogos Escolares do Rio Grande do Sul). Setores do IFRS- Campus Ibirubá que atendem a comunidade como NAPNE, NEABE, PRONATEC, Mulheres mil, ou outros projetos de extensão, poderão utilizar este espaço, quando assim for necessário e fazer uso. Com a implantação do jardim este espaço poderá ser melhor aproveitado por estas entidades que ja utilizam o modulo esportivo, e incluir outras como escolas municipais e particulares, grupos e idosos que poderão atender atender pessoas com necessidades especiais, principalmente, os deficientes visuais, assim como os não deficientes, ampliando assim as atividades já existentes no módulo esportivo.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar