«« Voltar
Filogenia e biogeografia de Acrotaeniini (Diptera, Tephritidae, Tephritinae)
Protocolo do SIGProj:   198027.1003.188378.27022015
De:02/02/2015  à  02/09/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Ramon Jose Correa Luciano de Mello
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Unidade de Origem
  PPGBA - Aluno(a) doPrograma de Pós-Graduação em Biologia Animal
Resumo da Ação de Extensão
  Tephritidae é uma das maiores famílias de Diptera, composta por mais de 4,5 mil espécies distribuídas mundialmente sendo, muitas dessas espécies, conhecidas por seu hábito parasita em frutos de interesse comercial. Acrotaeniini é uma das onze tribos de Tephritinae, subfamília com maior número de espécies entre os Tephritidae. A tribo possui distribuição restrita ao Novo Mundo sendo, atualmente, composta por 113 espécies em dez gêneros. Este projeto tem como objetivos testar o monofiletismo dos Acrotaeniini e dos gêneros que compõe a tribo e estabelecer uma hipótese de relacionamento evolutivo entre seus gêneros e espécies. Para isso, será conduzida uma análise filogenética baseada em caracteres de morfologia externa dos adultos e de terminálias de machos e fêmeas. A partir dos dados de distribuição, dos agrupamentos monofiléticos da tribo, será conduzida uma Análise Parcimoniosa de Endemicidade (PAE), com a finalidade de determinar áreas de endemismo para o táxon. Posteriormente, a determinação das áreas de endemismo, será conduzida uma Análise de Parcimônia de Brooks (BPA) para propor uma hipótese de relacionamento histórico entre as áreas endêmicas.
Palavras-chave
   áreas de endemismo, sistemática, Schyzophora, Novo Mundo
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade REFORMULAR
Contato
  
«« Voltar