«« Voltar
Aspectos Biológicos, Produtivos e Reprodutivos de Termotolerância em Diferentes Grupamentos Genéticos Bovinos
Protocolo do SIGProj:   189627.846.952.27112014
De:01/01/2015  à  30/09/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Eliane Vianna da Costa e Silva
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  GAB/FAMEZ - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  Uma vez que grande parte do território brasileiro está localizada na faixa intertropical, colocando os bovinos em constante risco de estresse por calor é evidente a necessidade de se conhecer quais grupos genéticos respondem melhor às condições climáticas. Na esfera reprodutiva, são amplamente estudados os efeitos de estressores ambientais, tanto em machos quanto em fêmeas, podendo ser destacada a redução nas taxas de concepção em determinadas épocas do ano como uma consequência desse estresse. Sistemas de produção que de algum modo promovem modificações ambientais capazes de atenuar o estresse térmico podem favorecer o controle homeotérmico animal e, consequentemente, melhorar o seu desempenho, Uma das alternativas disponíveis é a oferta de sombra, natural ou artificial, capaz de reduzir a carga de calor radiante, em climas quentes, em mais de 30%. Assim, a presença do componente arbóreo em sistemas pecuários seria capaz de proporcionar um microclima mais favorável aos animais e reduzir o efeito do estresse térmico, com potencial melhoria dos índices produtivos. Essa proposta pretende avaliar o efeito de oferta de sombra natural ou artificial sobre os parâmetros biológicos, produtivos e reprodutivos de termotolerância em bovinos de diferentes grupos genéticos manejados no Centro-Oeste.
Palavras-chave
   BIOCLIMATOOGIA, ESTRESSE POR CALOR, FERTILIDADE, HOMEOSTASE
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar